Notícias

home>notícia

Computadores estão em perigo neste 1º de abril

Poderoso vírus, o ‘Conficker’, pode sofrer mutação nesta quarta.
Programa rastreia senhas e dados pessoais.

Alerta para o 1º de abril, e que não é piada. Alguns dos maiores
fabricantes de software do planeta temem ataques de um poderoso
vírus de computadores. Existe até uma recompensa de mais de R$
500 mil para quem der informações que levem aos criadores da
praga digital, batizada de “Conficker”. Portanto, se alguém
disser que seu computador está em risco, acredite.

Segundo empresas especializadas em antivírus, máquinas do mundo
inteiro estão sob a ameaça de um dos vírus mais perigosos dos
últimos anos. Descoberto no ano passado, o Conficker está
programado para sofrer uma mutação nesta quarta-feira (1º).

“O principal objetivo dessa ameaça é fazer a coleta de dados
pessoais, senhas bancárias, cartões de crédito. No mercado de
cyber criminosos, onde essas informações são realmente
comercializadas para fazer fraudes eletrônicas no mercado de
forma geral”, explica o especialista em segurança, Otto
Stoeterau.


Uma empresa de segurança monitora 30% do tráfego
de internet do mundo. O mapa da América do Sul mostra os ataques
a computadores. Nesta quarta, a quantidade pode ser bem maior. O
vírus é tão sorrateiro, que fica difícil calcular quantos
computadores podem ser infectados.

O Conficker é altamente contagioso. Chega via e-mail, e, uma vez
instalado, se espalha para todos os outros que estiverem em
rede. O internauta nem percebe a presença dele. O Conficker fica
escondido, pulando de uma pasta para a outra, pronto para roubar
os dados pessoais.


Mas ainda dá tempo de se proteger. O consultor em
tecnologia, José Antonio Scodiero tem quatro computadores em
casa e segue a cartilha de recomendações para não deixar as
máquinas vulneráveis aos ataques de vírus. “É muito importante
você não ter nenhum software pirata nos teus computadores, ter a
atualização dos sistemas operacionais sempre feitas e garantir
que você tenha em todos os computadores os softwares de
antivírus e atualizados”, afirma.


 


O poder do vírus é tão grande que a Microsoft está oferecendo uma
recompensa de US$ 250 mil dólares a quem tiver pistas sobre os
criadores e distribuidores do Conficker.