Notícias

home>notícia

TV em 3D chega ao Brasil

Televisores tridimensionais já são realidade no país


Aquela clássica imagem de um cinema cheio com a platéia usando óculos especiais para ver um filme em 3D já foi símbolo de tecnologia avançada. Agora, a cena pode ser substituída pela sala de sua casa, com a TV mostrando um filme em 3D sem que ninguém precise de óculos. E não é ficção.


A TV em terceira dimensão não só é possível como já existem até produtos no mercado que permitem esse tipo de visualização das imagens. Porém, assim como já aconteceu com a TV digital de alta definição, os avanços da tecnologia podem esbarrar em burocracias dos políticos do governo, especialmente no Brasil.


A visualização em 3D permite que você tenha a sensação de estar literalmente dentro de uma cena. Na Alemanha, o instituto Fraunhofer investe pesado no desenvolvimento de tecnologias para a TV 3D, enquanto a Coréia do Sul promete produtos maduros já em 2010. No Brasil, a Globo saiu na frente nos testes e já se programa para transmitir a Copa do Mundo de 2014 em 3D. Imagine assistir à Seleção do Dunga como se estivesse lá dentro do campo com os jogadores?


A Mitusbishi lançou em 2008 o modelo DLP HDTV 3D, inclusive com um monitor de 65" que custa o preço de um (bom) carro 0 km. A JVC, por sua vez, tem seu LCD de 46" que ela garante responder com perfeição às necessidades dos filmes em terceira dimensão. Também a Hyundai tem seu E465S stereoscopic 3D LCD TV, que custa lá fora cerca de US$ 5 mil.


No Brasil, já é possível adquirir televisores da Samsung que recebem imagens em 3D. Os modelos de plasma de 42" e 50" custam a partir de R$ 4 mil, mas ainda precisam de conexão com um computador via DVI ou HDMI. E todos eles ainda precisam dos incômodos óculos para poder visualizar o 3D. A novidade agora é que o próximo passo das TVs 3D é lançar modelos que não precisem de óculos e que o consumidor não precise vender os rins para comprar um.


A Philips, por exemplo, está em fase final de desenvolvimento de uma tecnologia chamada WOWvx. Trata-se de um processador que consegue mostrar nove ângulos diferentes de uma imagem através da geração de nove imagens diferentes para cada cena. O telespectador, então, vê pontos distintos em cada olho, passando a sensação tridimensional sem necessidade de óculos especiais. No exterior, ela já vende aparelhos com essa tecnologia, inclusive com leitura de filmes em Blu-Ray.


A Grundig já vende nos EUA há algum tempo a sua linha Tharus 3D TV, que não necessita de óculos. Mas a qualidade da imagem sofreu severas criticas dos usuários e a empresa recuou um pouco no ímpeto desse nicho.